sábado, 26 de novembro de 2011

Power Bass!

26 de novembro
e lá pelas 14 horas vinha o seu Fabiano TZ juntamente do Felipe Grahl é claro, para se juntar a mim e ao Foca, vulgo André Zinelli, para uma longa sessão de captação das trilhas de baixo para o álbum da banda Skabout. Esta era uma sessão esperada de forma bastante ansiosa e eu explico o porque. O TZ havia fechado uma parceria com a fábrica gaúcha de instrumentos Ledur e estava mais faceiro que pinto no lixo com o filho novo! Tivemos que remarcar algumas vezes as datas até que o instrumento ficasse pronto e agora era a hora! Infelizmente, ou não, pro TZ, a surpresa seria só dele, uma vez que por acaso o Gustavo Refosco da banda Prophajnt também possui um baixo do mesmo modelo, um Power Bass, de forma que eu já havia me acostumado ao som do bicho, só não havia gravado ele ainda. Deixem-me dizer de antemão. Excelente instrumento além de lindíssimo! Hora de trabalhar, o TZ tinha um disco inteiro pela frente para realizar em uma só sessão... Dá? Dá!
Sala Chimango. Amplificador Serrano Amps Classman 25 EL34 Custom Head em bass-mode, como costumo chamar as modificações que realizo para utilizá-lo como amplificador de baixo. Os microfones foram o Cascade Gomez e o Manley Reference Cardioid, ambos enviando ao Focusrite ISA428 e então ao Manley Massive Passive. O primeiro enviando ao DBX 160A e o segundo ao Avalon VT737sp para fazer uso de seu compressor. Um sinal limpo gerado com o super-DI Radial JDV Mk. 3 foi ainda enviado ao Universal Audio LA610 e daí sim, com esses 3 sinais iniciávamos a empreitada. Eu e o TZ sabíamos bem o que queríamos e com essas idéias na cabeça, mesmo ainda não 100% familiarizados com o instrumento, fomos fazendo os ajustes necessários e moldando as texturas para chegar naquilo que tínhamos em mente. Confesso que foi longo e cansativo, mas em nenhum momento monótono ou chato pois o astral era sempre altíssimo e a sonzeira rolando solta. Preciso também dizer que ficou maravilhoso. Pudemos acertar e fortalecer partes exatas do arranjo com as texturas corretas pra cada tarefa e toda a sessão foi extremamente musical e cheia de groove. Lá pela meia-noite, muito cansados mas com a certeza de missão cumprida, encerrávamos a missão. O TZ matou a pau! Parabéns a Ledur pelo belíssimo instrumento.

Forte abraço!
Life's too short for bad tones!







0 comentários: