sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Um bongô com baquetas.

Sexta-feira, dia 30 de setembro, e lá pelas 14 horas eu voltava a abrir as porteiras do rancho, novamente para receber o pessoal da Gangue do Batidão. Dessa vez eu iria conhecer um membro novo, o Vinny Soares, que vinha fazer, adivinha? Percussão! hehe.
Pois bem, como na noite passada eu havia visto e revisto tudo à respeito de percussão, fui de cara no meu armário de microfones e nem pensei, peguei 2 Shure KSM109, para bongôs e congas, um Shure KSM44 para alguns dos efeitos e o Cascade Gomez para outros. Os KSM109 enviei ao Focusrite ISA428, então ao Manley Massive Passive e então ao Universal Audio 1176. O KSM44 enviei ao Neve AMEK Purepath CIB e o Gomez ao Avalon VT737sp e em seguida ao DBX160A. Conforme o instrumento eu ia lá dentro e alterava o posicionamento além das configurações dos periféricos. Tudo correu muito tranquilo e com ótimo astral, com direito a algo inusitado, pelo menos para mim. Bongôs com baqueta! oO Sim, bongôs com baqueta. Parece que, de acordo com o Vinny que tá mais por dentro, é moda lá pra cima e a dona Ivete andou usando...
Gravamos uma porção de coisas diferentes. Congas, bongôs, caxixis, xequerê e até cuíca! Foi muito divertido. Lá pelo fim da tarde, finalizávamos a sessão.

Forte abraço!
Bring me sound and I'll make you music!



0 comentários: