quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Guitarras da ZeroDoze.

No outro dia, lá pelo fim da tarde, e as porteiras se abririam para receber o povo da ZeroDoze. Missão? Guitarras. Produção turbo? Sim. O Alemão, vulgo Cristiano Wortmann, ou Paquita como diria o gordinho hehe, chegava acompanhado do resto do povo todo, o Ray Z, que assina a produção do disco comigo, o André Lacet, vulgo gordinho, e o Clandes... Tino, vulgo Alberto Andrade. Em meio a um cazilhão de piadas me toquei a acertar o transporte das texturas. Já tínhamos tudo pré-acertado. A realização de sessões de pré-texturização ajudam e muito em possibilitar a realização de produções mais expressas. Sala Maragato, caixa 4x12" Marshall JCM900A ao centro. Cabeçote Marshall JCM800. Gibsons Les Paul Custom e Standard e nada mais. Assim decidimos e acertamos a rusticidade da coisa. Tanto que até o Alemão foi para dentro da sala para junto do cabeçote e sentou a palheta incansavelmente enquanto eu acertava o som das cápsulas que selecionei para o transporte. Fui de Cascade Gomez e Shure SM57 sem transformador como sempre. O sinal do Gomez enviei ao audioFARM Electronics A312, dali ao Manley Massive Passive e então ao Universal Audio 1176. O sinal do SM57 enviei ao Universal Audio LA610. Após alguns ajustes e estava pronto o som. Bóra!
Devido a massiva quantidade de material acabei por esquecer de bater fotos da sessão =/
Há! Mas o gordinho, que ainda não estava no funil, salvou a pátria e bateu pelo menos uma foto para acompanhar solitariamente este post.
Foi massa!

Abração.
Life's too short for bad tones!


0 comentários: