terça-feira, 3 de maio de 2011

Guitarras da Overvolt parte 3.

Então!
Domingo, e logo no início da tarde abriam-se as porteiras do rancho novamente. Dessa vez eu voltava a receber os guris da banda Overvolt. Missão? Mais guitarras do seu Dudu, vulgo Eduardo Rimoli. Lá pelas 14 horas chegavam por aqui o Celso Zanini, o Dudu, o Glauco Guimarães e mais tarde o Guilherme Paranhos também apareceu para acompanhar-nos. Então. Entre por o papo em dia e comer chocolate, analisamos o plano e as opções. Abri secretamente um sorriso e fomos então com o brinquedinho novo, o Blackstar HT Stage 60 do Glauco! É sempre bacana poder tirar som de um brinquedo novo, principalmente um brinquedo de gabarito. Eu confesso que não conhecia o poderio da encrenca, havia ouvido o modelo somente em um show dos guris meses atrás e ele havia soado bem o suficiente para carimbar em minha memória a curiosidade. Então assim que pintou a possibilidade de tirar som dele não pensei muito. Íamos trabalhar um tema malvado e eu fiquei entre o Mesa Boogie e ele... Eu queria tentar algo diferente... Obviamente foi muito bom o dono do bicho estar por perto para auxiliar-nos a encontrar mais rapidamente e precisamente o que procurávamos, uma vez que era travarmos em alguma "?" e o Glauco girava algum knob ou apertava algum botão e opa, tava lá! Após um tempinho acertando a timbragem, microfonação e demais ajustes partimos para os finalmentes. O transporte ficou assim: Cascade Gomez enviando ao audioFARM Electronics A312 e então para o Universal Audio 1176. Shure SM57 sem transformador enviando ao Universal Audio LA610. Shure KSM109 enviando ao Avalon VT737sp e por último, nosso room-mic, que o Dudu me emprestou as orelhas para me ajudar a posicioná-lo, o Shure KSM44 enviando ao Neve Amek Purepath CIB.
Ficamos até o início da noite na função e mesmo com toda meticulosidade do Dudu foi-se mais um tema!

Um forte abraço!
Life's too short for bad tones!







0 comentários: