quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Solando com a Vera Loca.

Segunda-feira?
Bem, vocês já sabem, dia de receber o Ray Z e o pessoal da Vera Loca. Missão? Finalizar as captações de guitarra, neste caso, os solos do seu Hérnan Gonzalez. E como de praxe, tudo foi muito tranquilo, exceto que me atrasei para o trampo... "Mas como tu conseguiu fazer isso morando no próprio rancho?" É que fui atacado de foice por uma gripe daquelas que se gruda no cara com tamanha dedicação que daria inveja ao amor que o calor tem pelo fogo! Tanto que tive que ir ao hospital para me livrar da febre e poder encarar a empreitada, mas nada que uma gostosa injeção de Tylenol não resolvesse! Renovado, chego ao estúdio e saímos metendo ficha. Sala Maragato. 4x12" Marshall JCM900A ao centro, porém, dessa vez eu queria mais foco, principalmente do Cascade Gomez, de modo que optei por uma ambiência mais controlada e fechei metade da sala. Peguei 5 cápsulas... "5?!" Sim, 5. Megalomania? Talvez, mas nunca me arrependi de tanto e jamais ouvi alguém reclamar da falta de algo que sobra. Rá! Dia do audioFARM Electronics A312 brilhar novamente. Eu já havia comentado por alto com o Ray sobre a idéia... E quando cheguei ao estúdio ele prontamente apontou a caixinha e indagou "É o brinquedo novo?". Respondi positivamente. O pessoal já havia lido o post pela manhã e já estavam curiosos hehe, o Hérnan já soltou a boa "pô... e agora que já gravamos tudo?" hehe. Bem nesse clima ainda eufórico foi que mandei de novo o sinal do Gomez para o A312 e em seguida ao Universal Audio 1176, mas não antes de dizer "escutem isso...". Sabem aquele beiço que as pessoas fazem para expressar "credo"? É, foi esse. Pela terceira rodada consecutiva ele provou sua monstruosidade. Chegou o Mumu e também passou a mão no bichinho perguntando "quê isso feio aqui?"... Contamos a história... De volta aos demais microfones. Shure SM57 (padrão) enviando ao Universal Audio LA610, Sennheiser MD421II enviando ao Avalon VT737sp, Shure KSM109 enviando ao Neve Amek Purepath CIB e por último o Manley Reference Cardioid enviando à um dos pré-amplificadores da Digidesign/Focusrite Control 24 e em seguida ao DBX 160A, este, captando distante e funcionando com um room mic. Para achar a posição adequada precisei da ajuda do Ray que emprestou os ouvidos para sinalizar o "É aí!" enquanto eu dançava com o microfone dentro da sala. Depois que acertamos os microfones o resto foi fácil e mais uma vez o Serrano Amps Classman 25 EL34 Custom Head foi a estrela do dia, seguido do Mesa Boogie Dual Rectifier Road King. Na mesma sessão ainda chegamos a utilizar o Marshall JCM800 e o Nando Pontin AC15. E de efeitos? Iiii, usamos umas infinidade de coisas como as fotinhos vão mostrar hehe. De resto foi fácil. O Hérnan sentou a palheta e matou a pau! E permitam-me o comentário, essa guitarra Brian May é maravilhosa! Cumprida a missão, que venha o seu Fabrício berrar para nós! =)

Forte abraço!
Life's too short for bad tones!











0 comentários: