segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Guitarreando com a Start Select. Partes 4 e 5.

Ok,
sou humano e assumo. O sono está pegando mas se eu deixar posts de uma semana se acumularem até outra... tô ferrado, de forma que aí foi o único motivo do resumo do trabalho de sexta e sábado passados.
À luz da lua eu abria as porteiras pro pessoal da banda Start Select. Mais uma vez o povo vinha para passar o fim-de-semana trabalhando hospedados aqui na pousada, e vinham bem acompanhados de suas respectivas excelentíssimas. Will, Rafael Zucatti e Yuri Pospichil. Missão? Continuar na longa jornada de captar as guitarras para o álbum de estreia da banda. Como o tempo na sexta-feira seria curto, fomos correndo ao trabalho. Optei pela sala Maragato e pela caixa 4x12" Marshall JCM900A ao centro, porém, desta vez, utilizei a sala bastante fechada, mantendo a naturalidade e uma certa dose de ambiência, mas agora com muito mais foco. Para as guitarras desta sessão preparei 3 amplificadores, como sempre, o Serrano Amps Classman 25 EL34 Custom Head ficou a cargo dos sons limpos, o Mesa Boogie Dual Rectifier Road King e o Marshall JCM800 à cargo das trilhas pesadas. Em ambas utilizamos efeitos diversos dependendo da necessidade e do planejamento, horas criando-os no rack T.C. Electronics M-One, horas utilizando os efeitos Boss Super Chorus CH-1 e o Danelectro Time-Echo. De cordas trocadas, as Epiphone SG, Epiphone Les Paul Slash Signature Custom e Tagima T735S foram as encarregadas do estrago. Para o transporte peguei meus 3 microfones de sempre e algo me disse "pegue também um condenser", peguei o Shure KSM109... Agora tínhamos microfones ribbon, dinâmicos e condensers... Cascade Gomez enviando ao Universal Audio LA610, Shure SM57 enviando ao Avalon VT737sp, Sennheiser MD421II enviando ao Neve Amek Purepath CIB e o KSM enviando diretamente à Focusrite/Digidesign Control 24 e logo em seguida ao DBX 160A. E olha, não me arrependi do microfone extra pois voltei a descobrir que o KSM109 também pode ser muito útil nesta tarefa! Vamos à uma parte técnica interessante. Gomez totalmente no eixo olhando para o centro do seu falante, SM57 fora de eixo perpendicular ao seu falante, MD421II fora de eixo ainda mais afastado do centro, perpendicular ao seu falante, e KSM109 fora de eixo e inclinado uns 40º com a cápsula atenuada. Gravamos algumas coisas e logo fomos ao berço para que logo cedo, lá pelas 10 da matina, continuássemos a função, que se estendeu até lá pelas 19 horas quando fomos forçados a interromper a sessão. O fim-de-semana de trabalhos rendeu muito, o Zucatti sentou a palheta sem dó até ficar com dor nas mãos e dedos e assim terminamos de captar todas as bases para o disco, ficando agora as trilhas lead lá pelos seus 45%. Falta pouco. =)
Nos despedimos, preparamos tudo para o próximo encontro e bóra!

Forte abraço!
Bring me sound and I'll make you music!
















0 comentários: