terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Guitarras nucleares parte 2!

...Começava o domingo. Combinamos iniciar mais tarde em vista de uma maldita gripe. Abaixo de febre nos re-encontramos logo após o meio dia para finalizarmos os trabalhos. O Sr. Foguinho, vulgo Vinícius Guazzeli, chegou primeiro novamente, mas foi logo acompanhado pelo resto da trupe, André Bertoncelli, Luciano Schneider e Guilherme Borsa. Missão? Comer um carreteiro bem pegado, roubar a guitarra e o Cry Baby do James da Draco, e finalizar as gravinas de guitarra... Exceto os solos que ficariam para mais tarde. Então, terminamos as trilhas que faltavam de 2 temas e quando estávamos para terminar toda a função chegava o James ao estúdio trazendo sua filhota com captas Invader da Seymour Duncan e seu Cry Baby, peças que ele gentilmente emprestaria para o trampo. Então, armados corretamente, finalizamos a última música que usaria o setup da sessão anterior e que alias ficou um absurdo! Boquiabertos partimos para os finalmentes, passei a usar a caixa 2x12" Serrano Amps Jensen C12N e usei o Cascade Gomez e o Shure SM57 para o transporte, o Gomez enviando ao audioFARM Electronics A312 e em seguida ao Universal Audio 1176. O sinal do SM57 enviei ao Universal Audio LA610 e depois ao Universal Audio 1176. Quase sob espasmos, o A312 de novo aniquilou a tico, o Foguinho demoliu a pênis e o James obliterou a pingolads! Lá pelo fim da tarde finalizávamos a missão ovacionados por nós mesmos hehe. Herói das sessões, de forma unânime e memorável, é o audioFARM Electronics A312!

Tô feliz! Que venha o seu Borsa agora!
Forte abraço! Life's too short for bad tones!






0 comentários: