sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Um arsenal de guitarras parte 4!

Antes que os detalhes tão preciosos desapareçam de minha memória, simbóra...
Era mais uma ensolarada terça-feira e eu voltava a abrir as porteiras do rancho pra receber o pessoal da Vera Loca. Missão? Mais guitarras. Chegavam por aqui novamente o Ray Z e o Hérnan Gonzalez e traziam ainda mais coisa para esta sessão, e é aqui que mora a curiosidade da coisa toda. Mas primeiro, a parte técnica da coisa, que aliás, não mudou nada da sessão anterior para esta. Cascade Gomez enviando ao Universal Audio LA610, Shure SM57 sem transformador enviando ao Avalon VT737sp e Sennheiser MD421II enviando ao Neve Amek Purepath CIB. Como sempre, íamos alterando as configurações dependendo da combinação de amplificadores, guitarras e efeitos usados, e foi então que aparece o Ray com um bauzinho, e quando o abre, uma viagem no tempo ocorre... Literalmente. O baú tratava-se de um Maestro Echoplex EP4 original da década de 70 em perfeito funcionamento! Em outras palavras, um delay de fita. Obviamente ficamos horas brincando e falando à respeito, principalmente eu que jamais havia visto um original e confesso que observar a física nua e crua acontecendo é muito legal, mas o mais legal é sem dúvida nenhuma o som! As recriações em versões plug-in tem uma vantagem sim, o nível de ruído zero e não possuem ponto de emenda da fita, em compensação, todo o mojo da coisa tá é no bauzinho real. A fita "clipando" e gerando harmônicos é muito legal, as imperfeiçõezinhas, o hiss, a coisa toda torna-se orgânica. Adorei! Tanto que gravei alguns vídeos para os curiosos e eles estarão por aqui em breve.




Claro que aconteceram outras coisas muito legais, mas não vou deixar esvanecer da minha memória esta unidade. Nem menciono mais que o Hérnan matou a pau pois é de praxe já. Então vou encerrando por aqui.

Forte abraço!
Life's too short for bad tones!















0 comentários: