sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Baixando o sarrafo na Start Select parte 2.

Começava a domingueira!
Missões? Tínhamos duas, continuar o trabalho com a banda Start Select, captando as trilhas restantes de baixo e dar início às pré-produções de um trabalho bem diferente, que é a produção musical da banda Sanatório.
Mas iniciemos do início. Logo cedo preparei o setup para receber o pessoal da Start Select. O setup era bem parecido com o da sessão anterior, mas resolvi alterar algumas coisas após analisar o material que ficou para esta sessão. Preparei o Serrano Amps Classman 25 EL34 Custom Head acertando-o para o bass mode (Teslas ECC803/ECC802, Teslas 6L6GC, loop de negativação ativado). Preparei o pedal/pré-amplificador Meteoro MPX500 como plataforma central para distribuir o sinal, enviando 2 sinais diretamente aos pré-amplificadores Avalon VT737sp e Universal Audio LA610, e um sinal ao Serrano Amps Classman 25 EL34 Custom Head que enviava o sinal à caixa 4x12" Marshall JCM900A dentro da sala Maragato. Lá, posicionei o Cascade Gomez e o Neumann U87ai para realizar o transporte. O sinal do Gomez sendo enviado ao Neve Amek Purepath CIB e o do U87ai sendo enviado à um dos pré-amplificadores da Focusrite/Digidesign Control 24. Na cadeia de sinal ainda deixei preparado o Fulltone Fulldrive 2 Mosfet e o Marshall Jackhammer do Zucatti, aliás, excelente efeito, e esta versão é ainda mais legal por ser full bypass.
Os guris, Yuri Pospichil, Will e Rafael Zucatti, tiveram um pequeno contratempo e acabaram chegando atrasados, de forma que fomos direto ao ponto. Levei um certo tempo para acertar a sonoridade desses 4 canais para que eu obtivesse todas as características que eu procurava. Captamos alguns takes... Eu não estava satisfeito pois haviam surgido alguns problemas com o instrumento que estávamos usando desde a última sessão. Como o assunto é tecnicamente interessante, foi bastante desafiador e precisou de uma boa dose de análise e criatividade para poder direcionar uma solução adequada, vou explicar por partes.

Problema 1: Dinâmica. A sonoridade da captação do instrumento estava bonita como na última sessão, mas algo detonou o equilíbrio entre a as notas graves e agudas. O equilíbrio estava portanto comprometido. Assim, fui obrigado à criar um complexo e delicado sistema de compressão. Para os sinais diretos, adicionei um segundo estágio de compressão com os Universal Audio 1176. Para o sinal do U87ai adicionei o DBX 160A. Ficou assim:

Baixo > Meteoro MPX500 > Avalon VT737sp > Universal Audio 1176 > DAW.
Baixo > Meteoro MPX500 > Universal Audio LA610 > Universal Audio 1176 > DAW.
Baixo > Meteoro MPX500 > Serrano Amps Classman 25 > Cascade Gomez > Neve Amek Purepath CIB (aqui alterei bastante o estilo de compressão) > DAW.
Baixo > Meteoro MPX500 > Serrano Amps Classman 25 > Neumann U87ai > Digidesign/Focusrite Control 24 > DBX 160A > DAW.


Problema 2: Nível de ruído demasiado para as trilhas (não elétrico, mas devido à regulagem). Analisei a situação um pouco e partimos para uma solução criativa, e que se mostrou perfeita para a missão. Como a grande maioria do material que iríamos gravar possuía, digamos, uma atitude mais nervosa, optei por transformar nosso inimigo em aliado. Criando texturas bem saturadas acabei por "mascarar" os trastejos por exemplo, em parte do som, de forma que o que antes soava sujo e áspero, agora soava cheio de atitude e pasmem, mais macio... Horas eu saturava o amplificador, horas saturava o MPX500, horas adicionava efeitos (como os pedais) criando distorções, etc. Dessa forma, fizemos o problema mutar em algo útil.

Problema 3: E os sons que precisavam de texturas mais limpas e mais "amadeiradas"? Para isso tínhamos o baixo do amigo Celso que acabava de chegar trazendo seu Fender Jazz Bass Special. =)

E assim fomos matando as trilhas. Tivemos que dar uma pausa no meio da sessão para que eu pudesse receber, como disse, o amigo Celso Zanini e iniciar o projeto da Sanatório, mas esse será assunto do próximo post. Após a pausa, seguimos metendo ficha até que lá pelas 23 horas dávamos como completa a missão! Me despedi dos guris e de volta à Sanatório, que me segurou até as 5:30 da matina... Mas enfim, que venham as guitarras!

Forte abraço!
Bring me sound and I'll make you music!


















0 comentários: