sábado, 9 de outubro de 2010

Gravando baterias para a Ladros.

Mazaaaaaah!
Pois é... Tardou mas não falhou. Hoje começou oficialmente as captações do futuro EP da banda Ladros. 9 horas da matina, mais precisamente 8:45 hehe, e chegavam aqui pelo rancho Vitor Ramires, Jonas, Eduardo e Marcel Bittencourt, que está produzindo o trabalho junto comigo, para realizarmos as captações de bateria dos 4 temas do EP. Na noite anterior eu havia deixado todo o setup montado e microfonado, de forma que a coisa seria bem direta hoje. Antes de preparar o kit e fazer a seleção de sala, posicionamento e input-list porém, peguei a ficha de produção e dei uma ouvida no material das pré-produções para voltar a me conectar com a sonoridade que buscávamos para o trabalho. Após reavivar a memória de como deveria soar a produção, me toquei com os tambores para dentro da sala Maragato. Montei o kit em 3 lugares diferentes até achar o posicionamento onde o kit soava como eu queria. Mudei o set de peles, acertei a densidade da sala com os rebatedores e iniciei a microfonação. Busquei uma sonoridade tanto quanto natural e tradicional, ainda que contemporânea. Para o bumbo, fui de AKG D112 enviando ao Avalon VT737sp, porém com o compressor em bypass, pois usei o Universal Audio 1176 em seu lugar. Para a caixa, minha Ludwig Supraphonic '69, selecionei meu Shure SM57 sem transformador, meu chapéu-anti-hi-hat-dos-inferno e mandei o sinal ao Neve Amek Purepath CIB. A esteira captei com um Shure SM57 tradicional através de um dos prés da Focusrite/Digidesign Control 24. Os tambores, microfonados com um par de Sennheiser MD421II, enviei aos Focusrite ISA428, assim como os overheads, que estavam sendo captados com um par de Rode NT5. O hi-hat capturei com um Shure KSM109 enviando o sinal ao Universal Audio LA-610. E por fim, como room mics, usei um par de Shure KSM44 enviando diretamente aos prés da Control 24. Estava resolvida a parte técnica. Bora gravar. Pequenos acertos aqui e acolá, damping aplicado, mix de fone acertada e o resto foi bastante tranquilo. O Eduardo veio bem preparado e com as linhas base bem praticadas, de forma que o que poderia ter sido demorado foi relativamente rápido. A sessão só não foi ainda mais rápida devido ao favor prestado pela minha prestadora de serviços favorita... A CEEE de Viamão... Mas enfim, apesar dos pesares, missão cumprida, dentro do cronograma e dentro do objetivado. =)

Amanhã tem mais. Forte Abraço!
Bring me sound and I'll make you music!
























0 comentários: