quarta-feira, 9 de junho de 2010

Canta passarinho parte 3.

Ae!
Terça-feira e algo me dizia que hoje seria um dia bacana... Eu estava certo! =)
Logo cedo chegava por aqui o amigo Lucas Restori, que de cara me entregou um monte de doces que haviam sobrado do aniversário da irmã dele! \o/ Não preciso dizer que eu e minha excelentíssima senhora ficamos mais faceiros que véio em puteiro! hehe. E que já acabaram os doces. =P

Ok, de volta à parte técnica. Teríamos pouco tempo hoje e tínhamos a missão de terminar de captar as vozes para o disco debut dele, pelo menos às vozes em português, já que o disco terá uma versão em espanhol também. De diferente das duas sessões anteriores? Muito pouca coisa, mas estas, com excelentes surpresas. Primeiramente alterei um pouco à ambiência da sala Maragato, deixando-a pouco menos densa, pouco menos presente e com menor incidência de early reflections. Hmmm, para tentar descrever grosseiramente, eu diria que o reverb ficou com menos características de room e mais de um patch ambience mesmo. As últimas trilhas permaneceram usando hora o Neve Amek Purepath CIB e horas o Avalon VT737sp, estes com um segundo estágio de compressão em um par de Universal Audio 1176. "Tá Mateus, alguma coisa técnica mais legal pra nós faz favor?" Ok. Primeiramente, o Lucas não é um vocalista agressivo, o estilo do álbum transita por praias entre o Pop, o Rock 'n' Roll e até o MPB. Eu procurava uma sonoridade macia, muito presente e com inteligibilidade extrema, pois a parte literária do álbum é muito bonita e inteligente. A primeira coisa que fiz foi estabilizar a voz com uma compressão mais leve digamos, procurando sempre características menos agressivas e mais musicais, que não agissem diretamente sobre os transientes, soft knee, taxa mais baixa, attack e release mais relaxados, etc. Para tal tarefa, os opto-compressores tanto do Avalon quanto do Universal Audio LA610 funcionaram melhor. No segundo estágio eu procurei algo mais agressivo, que agisse mais diretamente sobre os transientes, para tanto eu precisaria de um compressor rápido (ok, não tão rápido quanto se eu necessitasse domar transientes de instrumentos percussivos), naturalmente estamos falando, em termos gerais, de compressores estilo FET ou VCA, por isso optei por utilizar os 1176 no segundo estágio. Aqui, attack e release mais rápido, taxa maior e em algumas ocasiões redução de até 7dBs. Resultado? Eu estou gostando muito, exatamente o que eu procurava e acho que acertei em cheio para o que os temas pediam. Muito musical e macio! Estou realmente feliz!

Eras isso por hora! Um forte abraço!
Bring me sound and I'll make you music!

0 comentários: