sexta-feira, 16 de abril de 2010

Mais vozes de um certo proj... Digo, Sun Chasky.

Mazaaah!
Nesta quinta-feira também foi dia de voltar a receber o Louis Lima, o Rodrigo Bitarello, o David "Bypass" Amato e o Victor Wichmann, o tio Everton, como medo de ser engambelado em vídeo para o mundo todo novamente, não veio... Covarde! E foi lá pelas 21 horas, no exato momento em que eu terminava minha janta, que eu me encaminhava para abrir as porteiras para o povo andino da Sun Chasky. Missão? Barbada... Engambelar o tio Everton, e gravar umas vozes ai... Vamos direto à parte interessante da coisa. Não é porque o tio Everton não veio que ele não seria engambelado novamente, pois acreditem, ele foi, por TELEFONE! ohehoeohe. Sim! O Rodrigo lançou o pavor no magrão com uma declaração bombástica, do tipo, "Cara! Perdemos tudo!" e para tanto ele respondeu com o fatídico "hã?!" para em seguida, pro delírio geral da nação andina, levar aquele lindo "pffffffff!" ohehoehoehoehoe. Pronto. Missão cumprida, hora de trabalhar. Mandaram o X do Louis errado ><. Mandaram o "s/ bife", eu disse, bi-f E, com um maldito EEEEE.
Tá eu paro...
Agora que eu já conhecia melhor a voz do Victor e já tinha uma idéia de como seria manipulado o resto do tratamento de voz, optei pela ambiência da sala Chimango, montei uma sala bem focada, pouquíssima ambiência, quase que um vocal booth e fui direto apanhando o Manley Reference Cardioid. Mandei o sinal dessa vez porém, ao Avalon VT737sp pois eu queria mais adição de harmônicos à cadeia do sinal além dos botões passivos do equalizador do Avalon. Em seguida mandei o sinal à um segundo estágio de compressão no Universal Audio 1176. Registrei as vozes bem próximas à cápsula para utilizar um pouco do efeito de proximidade, que geralmente procuro evitar. Mandei o Avalon equalizar antes de comprimir e acertei a equalização, uns 2 dbs lá pelos 10 KHz e uns 4 dBs em 32 KHz. Acertei os 2 estágios de compressão encadeados e nooooossa... Não tem outra palavra não... Ficou animal! Absurdamente na cara, com uma presença, punch, bite e brilho absurdos, quase sobrenatural, gostei muito! O resto foi fácil, o Victor mandou muito e rapidão levantávamos a placa de missão cumprida. E foi isso por essa quinta!

Forte abraço!
Bring me sound and I'll make you music!

0 comentários: