domingo, 28 de fevereiro de 2010

Carteliando guitarras parte 1.

Continuando o post anterior.

...Logo que o Sasandro chegou, me sentei na estação de edição e voltei a trabalhar nas edições do Cartel da Cevada. Não deu para terminar tudo à tempo, pois ainda tive que trabalhar no planejamento e no input-list da sessão que começaria à noite, mas quase. E como planejado, lá pela meia-noite chegava o "fumaça" pilotado por Igor Assunção e trazendo junto a companhia do Santto e do amigo Wagner, era hora de começar a função para a captação das guitarras para o álbum da banda. Enquanto conversávamos e descarregávamos o material, o Sasandro finalizava o trabalho com o Andy e, logo após finalizar, dava aquele "oi e tchau" hehe. Hora de abandonar a estação de edição e voltar à sala Farrapos. Estávamos absurdamente cansados, quase à ponto da exaustão quando terminamos às 5 da manhã. Até a hora de dormir porém trabalhamos muito. Começamos carregamos todo o material do input-list para dentro da sala Maragato. Logo após, seguindo meu planejamento e as nossas notas de produção, fomos testando e analisando todos os timbres que eu havia planejado para cada tema... Um à um. E um à um fomos acertamos e lapidando todos. Tomamos nota e daí sim, fomos ao berço. A sala ficou um campo de guerra cheia de pedais e válvulas hehe, mas foi um campo de guerra muito divertido e recheado de muito som! No fim das contas a lista ficou assim:

Cabeçotes:
Mesa Boogie Dual Rectifier Road King.
Orange Tiny Terror.
Serrano Amps Classman 25 EL34 Custom Head.

Caixas:
Marshall 4x12" JCM900A.
Serrano Amps 2x12" Jensen C12N.

Efeitos:
Fulltone Fulldrive 2 Mosfet.
Marshall Blues Breaker II.
T.C. Electronics M-One.

Guitarras:
Epiphone Les Paul Signature Slash.
Epiphone SG Custom.
Tagima T735S.

Continua no próximo post...

Forte abraço!
Life is too short for bad tones!







0 comentários: