quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

CarnaCartel da Cevada! Dia 3.

Domingo, dia 14.
Mazaaah. Acordamos novos em folha! =) Todos bem descansados, fizemos aquele cafezão e no início da tarde já estávamos gravando novamente. Começamos preparando as guias dos temas restantes. O Nando Rosa e o Igor Assunção rapidamente registraram umas trilhas de guitarra e voz. Ajustamos e programamos uma das guias que tomou um pouco mais de tempo e demos início a segunda sessão de bateria. O Samuel Sbaraini começou fazendo mais alguns takes para um dos temas da sessão anterior, e aos poucos fomos avançando para os temas mais casca grossa e que necessitavam de maiores alterações no kit. Além das alterações comuns já mencionadas no post anterior, desta vez vinham modificações mais drásticas, e acabamos por optar fazê-las no segundo tempo hehe. Pausa para a bóia. Como na noite anterior havíamos feito uma churrasqueada de gabarito, hoje era noite de carreteiro. Meu parceiro Sarrafo, de férias aqui no rancho, é outro cozinheiro de mão cheia e desceu antes para preparar um feijão para acompanhar o carreteiro gaudério, e posso dizer, credo, ficou de fu*** o c* do palhaço! E todos gordos, lentos e sorridentes, voltávamos ao estúdio para a continuação umas 2 horas depois...
Entre algumas das alterações realizadas no kit que merecem menção, estão as mudanças na captação de bumbo, onde em alguns temas mudamos a chain estabelecida na sessão anterior (AKG D112 -> Avalon VT737sp) para AKG D112 -> Universal Audio LA-610. A chain da caixa que alterou entre o Neve AMEK Purepath CIB, o Universal Audio LA-610 e o Avalon VT737sp. A adição de um Shure KSM109 -> Digidesign/Focusrite C|24 para captação do cowbell, e, principalmente, quando passamos a usar a pele de resposta do bumbo, a adição do Shure Beta 91 -> Avalon VT737sp ao interior do tambor com o AKG D112 -> Universal Audio LA-610 sendo reposicionado para fora do tambor, buscando um punch mais característico. Não era tudo, ainda mudamos as peles dos tambores para o set de peles porosas de filme simples, passamos a usar os Shure Beta 98 -> Focusrite ISA428 para captação dos tons e, mais modificações de praxe na ambiência, regulagens, seleção de pratos, caixas, damping, etc.
Obviamente, tudo recheado de muitas risadas, cerveja, música, ótimo bate-papo e companhia. E no caso do Igor, muito sono também! hehe. 4 da matina. Missão cumprida. Rápida arrumação e bora dormir rápido que as 10 da manhã o Sasandro chegaria para as sessões de baixo. E olha que ainda deu tempo de fazer uns testes rápidos com os baixos do Richard Zimmer. Agora sim, ZzZz.



























0 comentários: