domingo, 29 de novembro de 2009

Gravando vozes da Eridanus.

Domingueira. Solaço. Um dia bonito e agradável até eu me dar conta que eu odeio calor, e embora ame o sol, não suporto suar! Mas fica aí sol que tá bacana assim! =)

Mas enfim, no horário marcado, em torno das 14:30 horas chegavam o Matheus Zambiasi, o Sergio Paes e a dona Patrícia Baggio para o registro das vozes para o futuro EP da banda Eridanus. Um bate-bola rapidão, rápida revisão e logo começamos a montar a sala para o trabalho. Foi delicado. Bem delicado.
Acertar a sala e a ambiência foi fácil. Optei pela sala Chimango e preparei uma ambiência que eu chamaria de neutra. Neutra porque ela não ficou muito aparente nem escondida, e sua coloração não soava nem brilhante nem fechada. O registro da voz da Paty é um tanto quanto alto e algumas vezes pode soar um tanto quanto agressivo em algumas regiões do espectro, por esse motivo eu já sabia de cara que eu iria atenuar a cápsula do microfone, fosse ele qual fosse. Primeiro para evitar que os transiêntes mais altos e rápidos pudessem distorcer a cápsula e segundo, para que eu pudesse empurrar mais ganho no pré-amplificador de microfone para trazer mais corpo ao registro de voz dela. Inicialmente me programei para usar o combo Manley Reference Cardioid e o Neve AMEK Purepath CIB. Fizemos alguns testes, tentei algumas regulagens mas por fim, eu não estava gostando. Me soava muito agressivo, demasiadamente cortante e ríspido. Fui então para o Avalon VT737sp. Por mais incrível que pareça, a compressão valvular e a natureza do próprio compressor do Avalon amaciaram bastante o sinal de forma que após alguns ajustes de equalização e de posicionamento, tanto do microfone, quanto da Paty. A coisa começou a ficar legal! Por fim, chegamos a um registro bonito e honesto tanto da sala quanto da voz da Paty, pois eu queria evitar tratamento demasiado durante o registro. Isso levou algum tempo, e enquanto eu acertava as arestas já haviam chego o seu Roger Feilstrecker e a sua excelêntíssima senhora hehe. Começávamos a preparar o "mix" de fone para a Paty, que está beirando a surdez hehe. Após alguns acertos e mudanças, chegamos a uma "mix" na qual ela estava confortável e partimos então para a gravação dos temas.
6 horas e muitas tomadas, revisões e piadas depois, e, embora exausta e praticamente sem voz, a Paty terminava o registro das vozes principais dos 4 temas, em uma única tarde e dentro do cronograma. Mas ainda não acabou o trabalho dela não! Que venham os "backing tracks" e FX! =)

Forte abraço!
Bring me sound and I'll make you music!











0 comentários: