quarta-feira, 20 de maio de 2009

Novo projeto. Novo som. Novo instrumento. Parte V.

Aee!
Tô adorando tudo isso! Hehe.
Bem, vou resumir para ir direto a parte mais divertida. Hoje abrimos a casa mais uma vez para os andinos (hehe, piada interna) Rodrigo Bitarello, Louis Lima e David Amato, porém desta vez vieram acompanhados da já anunciada e aguardada presença de Yari, que diga-se de passagem, além de um grande músico é também uma grande pessoa.

Mas simbora que o sono dá-lhe de aríete à porta! Yari veio incumbido da missão de registrar um caminhão de sopros para o tema. E não parava de sair flautas daquela mochila hehe. Por fim, optou-se pelo uso de três sopros distintos. Uma quena pequena, uma zampoña e uma quena gigante. Seguindo os conselhos do meu amigo Sasandro, dei uma ouvida no instrumento em questão e já saquei o "qual era a dele" hehe. Me armei do Manley Reference Cardioid e sem um pingo de dúvida mandei o sinal para o Avalon VT737sp. Atenuei a cápsula do Manley para ter um pouco mais de corpo e poder agregar um pouco mais da "cor" do Avalon ao girar o botão de ganho sem dó. Sala grande... Aberta... +4,5dbs em 32KHz, só para pegar um pouquinho daquele "ar" da sala, o Yari em posição e gol! O Yari é quem fabrica suas próprias flautas, então ele sabia beeeem onde é que estava o feitiço todo dos brinquedos! ;)

Logo após, rapidamente registramos uns toques de Zabumba, aqui também sem muito mistério, AKG D112; Avalon, e finalizamos com o Rodrigo mandando ver num mini-caxixi, esse captado com um Shure KSM-44; Avalon, e usando a ambiência, totalmente aberta, da sala Maragato. Ficou bonito! E como eu disse lá, eu não lembrava que meu caxixizinho tinha um som tão legal.

Pois bem... Estamos quase lá com essa primeira parte!
Um forte abraço e que venha a cama!
Bring me sound and I'll make you music!













0 comentários: