segunda-feira, 25 de maio de 2009

A Cura, bateria e técnicas novas.

Se os testes não tivessem serventia teríamos jogado um bom punhado de horas fora, porém, este está longe de ser o caso. =)
Pois bem, neste sábado e domingo nossa missão era capturar o material necessário para as baterias do álbum debut da banda A Cura, e foi o que fizemos. Com o input-list já definido e planejado, na sexta-feira, eu e o Maurício montamos o kit e acertamos a microfonação, deixando para levantar o som com a pegada do Andril no sábado. Para aqueles que acompanham, graças à alguns testes, optei dessa vez pela sala Maragato totalmente aberta, com uma ambiência bem viva. Optei também pelo uso da captação de caixa através da técnica que apelidei de "captação pelo casco/ventil". No sabadão então, em companhia de Jacar... Toddynhu, Maicon e Davidson, começamos a sessão um do trabalho. De acordo com os temas selecionados para a primeira seção, optei pelo uso de um set de pratos mais brilhantes, estes captados em A/B por um par de Shures KSM-109, atenuados e mandando para a Control|24. A caixa desta seção, captada por um Shure SM-57, foi minha Ludwig Supraphonic, teve seu sinal mandado horas para o AMEK Purepath CIB, horas para o Universal Audio LA-610, e sua esteira capturada também por um SM-57 tendo seu sinal mandado para a Control|24. O bumbo foi capturado por um AKG D112 sendo mandado para o Avalon VT737sp. Tons? Sennheisers MD-421 -> Focusrite ISA428 (impedância alta). E, para finalizar, a ambiência foi capturada por um par de Shures KSM-44 mandando para a Control|24. Ao final da noite tinhamos uma boa parte do material registrado, porém, foi na domingueira que o "bicho pegou". De cara saímos terminando os temas que ficaram para tráz da sessão anterior e logo estávamos dentro do planejado novamente. Mudanças de caixas, acabamos por utilizar também minha RMV Bullet Custom e minha Marcelino Barravento, diversas mudanças de pratos, horas por um set mais dark, horas misto, e ainda algumas modições no sinal do bumbo, utilizando a mesma microfonação porém usando uma característica diferente de pré-amplificador, no caso, utilizamos ainda o UA LA-610 e o ISA428 (média impedância) para alguns temas. Para não esquecer nenhum detalhe, ainda utilizei em alguns temas o modo ISA110 para a captação dos tons no ISA428. Daí foi só baixar a cabeça e trabalhar! E nada menos que 8 horas depois, missão cumprida e dentro do cronograma. =)

Que venham os baixos!
Forte abraço!
Bring me sound and I'll make you music!






0 comentários: